FAQ

Dúvidas frequentes

O serviço de Outsourcing de TI significa a terceirização da gestão e do controle dos sistemas relacionados à tecnologia de informação. A utilização desse serviço é comum em todos os tipos de empresas, de qualquer tamanho, já que muitas vezes não existem profissionais capacitados para este tipo de função. Ao invés de construir um núcleo de TI, as empresas preferem contratar o serviço de gestão de TI com prestadores de serviços capacitados, que garantem uma melhor utilização e desempenho da TI como um todo.

“Quem não utiliza a virtualização em seu negócio está perdendo dinheiro”. Infelizmente essa afirmação é verdadeira e o mercado de virtualização para pequenas empresas ainda está engatinhando no Brasil. As empresas continuam investindo pesado em modernas estruturas de hardware e fazem uma máquina que poderia trabalhar por 10 ser utilizada para tarefas que eram realizadas há cinco ou dez anos. Virtualização é um termo genérico com muitos significados, a virtualização pode servir para uma série de propósitos, como centralizar diversos servidores virtuais em apenas uma máquina física. Atualmente, é a maneira mais simples e barata para centralizar o gerenciamento, facilitar o backup e a recuperação de desastres. Mas ela ainda pode oferecer: Virtualização de Servidores: É uma forma de dividir os recursos de um servidor físico em vários servidores virtuais, também chamados de máquinas virtuais, de modo que possa executar diversos sistemas operacionais no mesmo hardware físico, isolados entre si. Virtualização de desktops – Você pode utilizar outros sistemas operacionais dentro de sua máquina, testar aplicativos, manter sistemas antigos e hardwares que não funcionam nos sistemas atuais. Ambientes de testes – Implantar atualizações e aplicativos que você não sabe qual comportamento podem causar em seu computador mesmo depois de desinstalados.

O Firewall é um dispositivo que funciona como uma barreira de proteção, pois tem como principal função controlar e regular o tráfego entre redes distintas. O principal objetivo de um firewall é permitir somente a transmissão e a recepção de dados autorizados. Pode ser considerado como um filtro que controla todas as comunicações existentes entre uma rede e outra. Existem normalmente firewalls na combinação de hardware e software, e firewalls que são apenas baseados em software, chamados de “personal firewalls”, que são usados normalmente para uso doméstico. O Firewall atua como “defesa” de um determinado computador ou de uma rede, pois controla o acesso ao sistema por meio de regras e através da filtragem de dados. A grande vantagem do uso de um firewall em uma rede, é que apenas um computador pode atuar como firewall, não sendo preciso estar instalado em todos os computadores conectados.

A rede Categoria 6 traz maior velocidade, melhor performance na transmissão e largura de banda estendida. São 100Mhz com velocidade de 100Mbp/s na rede Categoria 5E e 250Mhz com velocidade de 1Gbp/s na rede Categoria 6. Além da melhor largura de banda e desempenho, temos nesta categoria uma melhor imunidade a interferências externas, os sistemas que operam em Categoria 6 são mais estáveis em relação aos sistemas baseados em Categoria 5e. Com isto reduz a retransmissão de pacotes que sem dúvida traz maior confiabilidade e estabilidade. Todos os equipamentos que funcionam na Categoria 5e funcionam na Categoria 6, por isto nós recomendamos o uso a mais nova categoria se deseja criar uma rede para longo prazo, pensando no futuro; é comum pensarmos que a categoria 5e atende, mas esquecemos que a cada dia cresce muito a necessidade de velocidade e quantidade de informações, alguém ai lembra das redes de 10 MB com Hubs que sofriam com colisões. O cabo em Categoria 6 tem também uma diferença visual, digamos que um isolante entre os pares, mantendo um isolamento entre os pares de suma importância. É importante ter em mente que para ter um ambiente rodando em velocidade de 1 Gigabit ou maior, todos os equipamentos (Switchs e placas de rede) têm que ser Gigabit também.

Backup em nuvem, também conhecido como backup online, é uma estratégia para fazer backup de dados em uma rede de propriedade pública ou para um servidor off-site (externo). O servidor é geralmente hospedados por um provedor de serviços de terceiros, que cobra uma taxa baseada na capacidade de largura de banda, ou o número de usuários. O backup na nuvem ganhou popularidade por causa de sua conveniência. As despesas de hardware adicional não são necessárias e backups podem ser executados automaticamente, sem intervenção manual. Nas empresas o backup em nuvem vem sendo usado para arquivar dados não críticos. Para dados críticos o backup tradicional em hardware ainda é a melhor solução, já que tem um objetivo de recuperação curto (recovery time objective – RTO).

Programas antivírus são as ferramentas mais frequentemente usadas para proteger sistemas de computadores. Eles previnem, detectam e eliminam os vírus, trojans etc. do computador. Isso desde que sejam atualizados regularmente para que não sejam surpreendidos por novos malwares. Já os firewalls criam regras para acesso a Internet e bloqueiam os acessos externos, como de hackers, impedindo qualquer tipo de acesso a seu computador (pessoas ou software). Diferente do antivírus, que simplesmente verifica se um arquivo está livre de vírus, ele limita e controla o acesso à rede e aos computadores. É interessante que você mantenha os dois atualizados e funcionando, ambos são importantes eprotegem sua empresa.

Cabeamento estruturado é uma maneira padronizada de cabear um tipo de rede (independentemente de seu tipo: telefonia, internet etc.) minimizando custos e maximizando possíveis expansibilidades futuras. Todasas sinalizações de dados, voz (telefonia), multimídia (som ambiente ou vídeo) podem ser transmitidas através do mesmo cabo de mesma infraestrutura (tomadas, conectores, painéis). A construção de uma rede estruturada é fundamental para as empresas, trazendo organização e flexibilidade para ampliações e eventuais mudanças de cenário. A LIVTI está capacitada para desenvolver projetos de cabeamento estruturado para redes de informática e telefonia.

"Antecipação do fato é a chave para o sucesso do gestor de TI". A LIVTIoferece monitoramento distribuído em “tempo-real” com interface de administração Web que permite ver a saúde de qualquer host em uma rede IP monitorada por meio de um único ponto de visualização. Entre os diversos itens, vale destacar a utilização de recursos de hardware e software, tais como CPU, memória, utilização de unidades de armazenamento e execução de processos. O objetivo de analisar todos estes itens passa a ser indispensável quando o administrador de redes tem total entendimento de que os negócios da empresa dependem da infraestrutura de TI, e que se ela não estiver funcionando bem, parte de todo o processo do negócio estará comprometido.

“Loadbalancing” é o balanceamento de carga entre dois ou mais links de internet, realizado através de um único equipamento responsável pelo gerenciamento dos links.Um exemplo clássico de utilização deload balance seria uma empresa que trabalha com 2 links de internet, sendo um dos links responsável pelo acesso à sites, enquanto o outro link fica responsável pelo envio e recebimento de e-mails, possibilitando uma melhor qualidade e aproveitamento da banda de internet. Outra utilidade para o loadbalancing é a distribuição de carga de processamento de CPU, memória e discos entre servidores distintos que realizam a mesma atividade, como por exemplo, o armazenamento de um banco de dados. Uma das grandes vantagens em utilizar o load balance é o aumento na disponibilidade dos serviços e aplicações. Esta otimização permite que manutenções sejam realizadas sem precisar interromper suas aplicações, seja na paralisação de um dos links de internet ou na manutenção em um dos servidores. Outro serviço muito importante vinculado à disponibilidade de links é o Failover, que em caso de queda de qualquer um dos links, o tráfego é automaticamente redirecionado para o outro link. Assim, a conexão com a internet se torna praticamente ininterrupta e a empresa garante a continuidade dos seus negócios.